Bucomaxilo, o que ele faz ?

Cirurgião Bucomaxilo

O Cirurgião Bucomaxilo Facial é um cirurgião-dentista especialista que trata as doenças da cavidade oral e seus anexos, tais como: traumatismos e deformidades faciais (congênitos ou adquiridos), traumas e deformidades dos maxilares. A especialidade do Cirurgião Bucomaxilo é definida pelo Conselho Federal de Odontologia-CFO como Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial.

As deformidades faciais tratadas pelo Bucomaxilo são compreendidas por sequelas de doenças, como o câncer (fraturas complexas da face), distúrbios congênitos (como as síndromes), quando o bebê já nasce com algum problema na face, lábio ou boca e alterações do desenvolvimento: queixo crescido, queixo pequeno, “céu da boca” estreito, exposição excessiva da gengiva (sorriso gengival)  como o prognatismo (queixo para frente) e micrognatismo (queixo para trás), ou a combinação delas. Além dessas, outras doenças estão relacionadas a cavidade bucal e à face: os tumores, os cistos nos maxilares, as manifestações associadas a doenças sistêmicas, doenças auto-imunes e outras.

 

O Cirurgião Bucomaxilo realiza cirurgia em ambiente ambulatorial e em Hospitais (Centros cirúrgicos). Nos ambulatórios ou consultórios são exercidas cirurgias menores, na sua grande maioria sob anestesia local, onde são, por exemplo, removidos dentes inclusos (dentes do siso), pequenos tumores benignos, cistos, lesões causadas por dentes infectados, implantes dentários, enxertos ósseos e cirurgias para adaptações protéticas, entre outras.

Dentre as cirurgias que são realizadas em ambiente hospitalar, o Cirurgião Bucomaxilo executa:

  • Remoção de tumores benignos ;
  • Fraturas de mandíbula ;
  • Fratura de maxila;
  • Fratura do osso zigomático (maçã do rosto)
  • Fratura de osso frontal (osso da testa)
  • Cirurgias Ortognáticas

Saiba mais…

Todos os procedimentos realizados pelo Cirurgião Bucomaxilo podem ser realizados sob anestesia geral, independente da complexidade do procedimento. No entanto, é mais comum anestesia geral em procedimentos mais complexos e em cirurgias maiores.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.